“Os Investidores Fogem Quando Vêem As Contas Dos Clubes De Futebol Espanhóis”

São as 17.00 horas, na Austrália. As 09.00 em Portugal. Até antípodas vieram vários dos melhores equipamentos do universo pra preparar a prévia do que será uma longa temporada futebolística. Também o fez, Esteve Calzada (Lleida, 1966), ainda que a sua missão não só de perceber os mais velhos, mas assim como os mais jovens.

Pois esse catalão, que se estabeleceu nas Ilhas Britânicas, licenciado em Ciências Económicas e MBA na Esade Business School, decidiu há alguns anos, a liberdade dos clubes para montar o seu próprio negócio de representação de jogadores de futebol. A diferença de fuso horário não é um impedimento para poder discutir por Skype – com um dos catalães com mais visão de futuro do negócio do futebol.

Calçada fala para a Vanguarda a respeito da proliferação de novos investidores estrangeiros pela Liga espanhola. Atlético de Madrid, Málaga, Valência, Granada e talvez brevemente o Levante, são paulo e Flamengo podem ter donos que têm insuficiente a acompanhar com o futebol português.

  • Um ‘dossier de imprensa’ favorável: boas críticas, inúmeros, em meios de intercomunicação de interesse
  • 2 Exemplos de cada uma das atividades
  • Asis, M. M.: Migrações internacionais pela Ásia: Aspectos novos e antigos
  • Passeios: passeios a Cavalo, Pentatlo moderno
  • 2 Consoles 6.2.Um Principais consoles da história da indústria de jogos de filme
  • quatro O “pacto fiscal” (julho de 2012)
  • 6 Amigos ricos e benfeitores 6.1 Henry Rogers

o investimento estrangeiro são uma solução ou um defeito pro Campeonato? O primeiro que há que deixar claro é que, até de imediato, chegaram poucos investidores. O futebol é um investimento muito sexy, onde as pessoas gostam de estar, em razão de além da rentabilidade é a popularidade, o reconhecimento de um proprietário.

Mas se você observar a divisão da Premier, em Portugal, tem havido poucas transações. Quando chega a hora de investir, existem imensos fatores que as impedem. Primeiro, a regulamentação do futebol, pela qual você tem uma limitação de investimento, o Financial Fair play da UEFA. Outro freio é a dificuldade para encher os estádios. Ainda vemos muitos estádios vazios.

Como por exemplo, um caso estimulado é que o Zaragoza, no playoff pra subir à Primeira, não foi preenchido o campo. O terceiro é a dívida. Quando um investidor pensa o quão atraente é a Liga das Estrelas pensa em Messi e Cristiano Ronaldo, contudo ao enviar pra seus analistas para acompanhar as contas dos clubes, quando abrem os livros, diversas vezes fogem. Existe um elevadíssimo nível de dívida. Alguns estão em concurso de credores ou têm rigorosos convênios com Finanças. Assim, no término, não temos visto tantas transações, e sim várias negociações.

O novo elenco televisivo ajudá-lo a investimentos de capital estrangeiro? A enorme tempo, podes amparar. Mas o primeiro é sanear as contas dos clubes. E o dinheiro extra que esses clubes ganharão será de 10 bilhões a mais por ano, todavia não podem gastárselo em contratar mais jogadores, já que têm outras obrigações sérias de retorno de dívida.