O Mais Mulheres, Onde?

�Os conselhos de administração das organizações começaram a anexar mais mulheres? Lei da Igualdade, que o Congresso aprovou no mês de março. Pra mim que não -respondi-. Nem ao menos as corporações, nem os meios de comunicação, nem ao menos ninguém. Isso só por causa de passar nas públicas, se é que agora passou. Minha amiga descobre que essa lei é um pouco impossível e propagandista, e que por muito que se empeñe ZP, alguns estilos, como este, não são mais do que brinde ao sol. E isso que a lei prevê uma composição equilibrada de homens e mulheres nos conselhos de administração das empresas. Entretanto isto ainda é farinha de outro saco. Você se lembra quando foi aprovado?

Em 1607, o Tesouro foi achado em frente a um descoberto de mais de 12 milhões de ducados, que não houve maneira de preencher aquele ano. Flandres um pesado lastro pra real fazenda. A prata americana foi a panaceia temporária qualificado de compensar as falhas da infraestrutura económica espanhola. Em termos gerais, podes-se dizer, que permitiu aos espanhóis viver de rendimentos, se sustentar sem organizar-se para fornecer bens de consumo. 1620-1630, a quantidade de prata recebida é ainda comparável à dos melhores tempos. 1630-1640, a quantidade caiu pra um pouco mais da metade.

1640-1650, o montante recebido é reduzido a menos da terceira parte. Nos anos subsequentes, atingindo valores muito reduzidos, dez vezes inferiores às de princípios de século. Ninguém, desta maneira, compartilhando as razões da falha, ainda hoje, é dificultoso estipular as suas causas econômicas e financeiras. Parece que as minas americanas agotaban, e mais do que por um súbito desaparecimento dos recifes, por sua diversificação.

Se generalizou a cunhagem de moeda de lã. Diminuiu a firmeza nos valores monetários. As margens de lucro foram reduzidos a quase zero. A realização caiu e o comércio ficou paralisado. Depois do fim da Briga de Sucessão Espanhola, Felipe V lutou contra a vergonhosa ocorrência económica e financeira do Estado, lutando contra a corrupção e a imposição de novos impostos para tornar mais equitativa da carga fiscal. A chegada da dinastia bourbon impôs uma profunda renovação da administração fazendística com a construção da Secretaria da Fazenda, que depôs o correlato Conselho.

Desde o ponto de visibilidade das receitas públicas, destaca-se o desenvolvimento das receitas provenientes da América e o volume de dívida pública sofreu uma progressiva redução que a transformou em uma massa de pouca importância. Em contraposição à Inglaterra, entre o final do século XVIII e início do século XIX, a economia portuguesa no teu conjunto, apresentava uma economia mercantilista, em que não se localizavam-se os mecanismos de apropriação e acumulação próprios do paradigma capitalista. A existência de um mercado interno reduzido e fragmentado. O mercado português era, segundo expressões de Josep Fontana, “uma agregação de células rurais isoladas, com um tráfego insignificante entre elas”. A justificativa fundamental da compartimentação do mercado era a inexistência de meios de transporte que conectaran adequadamente os diferentes mercados locais.

A presença de uma agricultura habitual de subsistência, com uma robusto componente de auto-consumo que só trocando poucos excedentes por produtos provenientes da pequena industrial artesanal local. A circunstância geral do Estado, com um défice orçamental infinito, arrastado desde que se pôs termo às remessas americanas de prata.

Este défice eterno condicionaba a política econômica forçando a emissão maciça de títulos da dívida pública, agravado por um sistema tributário qualificado de gerar receitas suficientes. A carência de organizações financeiras adequadas para mobilizar o processo de industrialização. A exceção a toda esta circunstância foi Catalunha, onde se podiam achar indícios de um processo parelho ao praticado pela Inglaterra.

No caso catalão da geração agrícola, desde o começo do século XVII, viu-se encauzada para a comercialização a partir de uma superior intensificação e especialização dos cultivos. Esse processo foi reforçado pela vivência de uma forte demanda externa.

  1. Quatro Balzac e os negócios
  2. onze Avanço econômico
  3. 2002: “Love To See You Cry”
  4. um História 1.Um a partir de 1940 até 1994
  5. Não se deixe contagiar do Vírus
  6. 4 Governo 4.1 Orçamento
  7. cinco Caso Cadeias
  8. É concreto

A isso se inclui uma acumulação externa de capital, originada pelo comércio colonial. Um menor impulso da organização em Portugal, em comparação com outros países europeus como Inglaterra, Alemanha e Holanda. O nível da tecnologia e da educação em Portugal eram reduzidos. Tendo como exemplo, em 1874, o nível de analfabetismo era de 54,2 por cento nos homens e do 74,4% nas mulheres. A ocorrência descrita fez com que a industrialização espanhola ocorre com atraso em conexão ao recurso iniciado pela Europa. Desde o início do reinado de Isabel II, em 1833, o modo de industrialização se acelerou.

A ausência de capital suficiente no interior havia restrito até dessa maneira, o avanço do recurso de industrialização. Foi por esse período que começou a suprir a inexistência de capitais internos com o investimento proveniente do exterior. O financiamento externo desempenhou um papel fundamental no modo industrializador português fornecendo não só os recursos financeiros até então insuficientes, mas bem como avanços técnicos agora emitidos na Europa que empurraram o modo industrializador.