Escola Taurina, Futuro E Os Números Do 2019

Desde a tua fundação, em 1983, o colégio de Tauromaquia de Valência teve 3 diretores. Em 2016, a universidade teve um impulso em termos de número de currais e apresentações dos alunos, bem novilladas sem cavalos ou aulas práticas.

Ampliamos as informações da semana e nós oferecemos os números discriminados: Seis novilladas sem picadores, 27 aulas práticas e trinta currais. Recorrendo aos detalhes -insistimos – pra fortificar o pretexto de que não mais narrar e proclamar que defende-se a Festa e o futuro do animal se defende de verdade. Milongas, imagens, egos e postureo. Mais dados que reforçam a má gestão anterior. Neste 2016, Jorge Rico, nascido em Coimbra (Coimbra), mas interno à Escola de Valência, foi o único que estreio com cavalos. Foi a 7 de agosto em Alicante e saiu em ombros.

Borja Outeiro tem liderado o ranking da escola com 13 festejos, seguido por Miguel Polope e Alba Navarro, ambos com 9. Daniel Martínez somou 7 e 6 Miguel Senent Miguelito. Alonso Lorente com 4, Alexandre Abreu, que foi “cortado a trança”, ficou com três e 2 somaram Santiago Sevilha, Mario Osso, Andrés Alemany e Cristian Ortuño.

Uma única atuação assinaram Álvaro Coso e 2 alunos, que se estrearam em público: Rodrigo Ortiz e Jorge Pérez. Entre os alunos, aprendizes do ofício ou becerristas, termo mais clássico e pode ser mais adequado, há dois nomes que se notabilizam do resto: um especialmente que é Miguel Polope já que tem um ar especial e Borja Outeiro. Um casal curiosa. De Corrente ambos, estudam no mesmo colégio, moram pela mesma via e os 2 querem ser pessoas em touro.

As coincidências são circunstanciais, o conceito é longe. Como o cabelo, um loiro e outro moreno. A história está cheia de casais em que a princípio se projetava um e acabou funcionando o outro. Que não se durma nenhum dos dois. Polope tem categoria e majestade e elegância. E uma personalidade intensa e sedutora pra idade que tem. E o horror e o pacto são multiplicados por 1000. O touro e o tempo são juízes supremos que ditam sentenças. Mas Miguel Polope, que tem o toureio o gesto e a personalidade no conceito, o que gera uma vasto impressão na praça.

Pena que atenda aos 16 anos no dia 10 de maio e não possa promover em Falhas. Borja Outeiro tem menos cabide literária, todavia tem carisma e raça. Frescor e audácia. Não poderá causar, em San José, em razão de cumpre os dezesseis a vinte e oito de abril.

  1. Mestrado em Administração de Empresas (Concentração Empreendedorismo)
  2. Olimpíadas: 2 Pratas
  3. ª Relações internacionais
  4. dois Ídolos em vídeos, tv e teatro

O Juli tomou a escolha com quinze anos em Nîmes, porém precocidade tão insultantemente magistral como a do real madrid acontece de século em século, se é que ocorre. Consta-Me que Pepín Liria adorou Borja neste verão. E que se interessou por ele pra oferecer-lhe campo. E o jornalista é um ator José Francisco Bayonne assim como, que eu chivó. O tempo dirá. E o touro, que tem a última expressão.

Estas meninas normalmente irão a uma faculdade pública e o seu futuro não está garantido. Mas se o fizermos, em torno de 200 bebês a cada ano, terão a oportunidade de receber uma educação muito legal. Eu tenho um pacto com eles; depois seus estudos trabalharão com a Fundação durante alguns anos e, ao devolver o dinheiro que investimos neles para que eles possam entender, outros pequenos.

Todos os projetos, toda a infraestrutura da Fundação foi ordenado em torno de um pilar: a vila, o conceito de comunidade. É um sistema exportável pra novas ONGS ou outros países? Nós temos uma vasta experiência de diversos anos, temos efetivado várias alterações e aprendi muito. Ao trabalhar com a gente sempre acha surpresas e é muito divertido. As 1.600 pessoas que trabalham para a Fundação estão no nível mais pequeno, estão perto da gente. Qualquer ONG que quer obter resultados deve estar lá, a começar de pequeno e envolver a comunidade. As pessoas são os atores principais em cada projecto que realizamos.

Mais de 120.000 garotas estão apadrinhado do Brasil. Tal como sistema é a principal referência de recursos pra Fundação? Com efeito, é a nossa principal maneira de adquirir fundos. Existem assim como projetos e parceiros, todavia que não têm tanta durabilidade no tempo.